Nova carta de condução por pontos em 2016

carta de condução

Aconselhamos a consulta do resumo sobre este tema que disponibilizamos na nossa biblioteca que já tem informações mais atualizadas e completas.

O Secretário de Estado da Administração Interna apresentou o novo regime da carta de condução por pontos, aprovado no Conselho de Ministros de 21 de maio de 2015.

Sistema de Pontos

O novo sistema de pontos consiste na perda e recuperação de pontos consoante o comportamento dos condutores, a gravidade das contraordenações altera a quantidade de pontos perdidos, por outro lado o bom comportamento dos condutores que não cometam contraordenações será recompensado.

A partir do dia 1 de Junho de 2016 todos os condutores vão começar com 12 pontos na sua carta de condução, o mínimo de pontos possíveis é 0 e o máximo é de 15 pontos.

Penalizações

Os condutores são penalizados consoante as contraordenações cometidas e as infrações praticadas sobre a influência de álcool ou com substâncias psicotrópicas são mais penalizadas.

Penalização
Contraordenação Sob influência de álcool
Grave 2 Pontos 3 Pontos
Muito Grave 4 Pontos 5 Pontos
Crime Rodoviário 6 Pontos 6 Pontos

Os pontos são sempre descontados aos pontos que o condutor tenha, inicialmente são 12, assim um condutor que cometa uma contraordenação grave perde 2 pontos, fica com 10. Se voltar a cometer uma contraordenção grave volta a perder 2 pontos ficando apenas com 8.

A justificação para a penalização extra aos condutores que conduzam sobre a influência de álcool prende-se com o facto de cerca de um terço das vítimas mortais em acidentes de viação terem uma taxa de álcool no sangue acima do limite legal.

Consequências

A subtração de pontos ao condutor tem níveis intermédios de penalização. Quando o condutor apenas tem 4 pontos é obrigado a frequentar ações de formação de segurança rodoviária e realizar um novo exame de código quando ficar apenas com dois. Quando o infrator perder todos os pontos ficará sem título de condução durante dois anos e terá de obter novamente a carta de condução.

As ações de formação e o novo exame de código têm um carácter obrigatório e não opcional, ao cumprir essas obrigações não ganha pontos, mas evita ficar imediatamente sem carta. Os condutores que faltarem a uma ação de formação ou ao exame teórico perderão os 12 pontos e a carta.

Todos os custos das ações de formação e novos exames serão suportados pelo condutor.

Recuperação de Pontos

Os condutores que não cometam infrações graves nem muito graves num período de 3 anos recuperam 3 pontos até um máximo de 15 pontos, mais três do que os 12 iniciais.

Consulta

Não existirá alteração de documentos, a carta de condução permanecerá igual. A consulta do cadastro dos condutores passará a ser feita no Portal de Contraordenações Rodoviárias.

Quando

O novo regime entra em vigor a dia 1 de Junho de 2016 havendo no entanto um período de adaptação de um ano onde irão coexistir os dois regimes, mas para o actual apenas vão contar as infracções cometidas até 31 de Maio de 2016.

Se um condutor tiver duas contraordenações muito graves no cadastro e cometer mais uma até 31 de Maio de 2016 ficará sem carta mesmo que o processo seja decidido já na vigência do novo sistema. No entanto se o mesmo condutor cometer uma infracção muito grave a 1 de Junho de 2016, as duas anteriores não vão ser consideradas no novo sistema. O condutor terá os mesmos 12 pontos que um condutor que não tinha qualquer infracção no cadastro e perderá os pontos correspondentes apenas à infracção que cometeu no novo regime.

Fontes: ANSR, Ministério da Administração Interna

Questões, estatísticas e outras novidades

Índice de questões

Hoje introduzimos novas funcionalidades; algumas delas já planeadas anteriormente e outras que foram sugeridas pelos nossos utilizadores.

Índice de questões

A mais importante de todas é o índice de questões onde os nossos utilizadores podem consultar todas as perguntas utilizadas na nossa plataforma divididas por categoria e temas. Desta forma é possível verificar as respostas corretas às questões e partilhá-las de forma individual, fora do contexto de um teste.À semelhança do que acontece durante a revisão do teste disponibilizamos comentários onde respondemos a dúvidas dos utilizadores de forma a ajudar a comunidade a compreender melhor a resposta correta.

Questões B

Perguntas frequentes

Acrescentámos também uma secção de perguntas frequentes sobre o nosso site onde pretendemos esclarecer as dúvidas que nos são colocadas com maior frequência.

Perguntas frequentes

EstatísticasEstatísticas

A segunda funcionalidade é a página de estatísticas onde para já temos apenas disponíveis alguns números sobre a utilização que os nossos utilizadores fazem dos nossos testes, no entanto, planeamos de futuro disponibilizar mais detalhes para os amantes dos números. Queremos ter atualizado a qualquer momento um conjunto de estatísticas tão ou mais completo quanto aquele que disponibilizamos periodicamente no nosso blog.

Outras alterações

Depois da experiência bem sucedida com a implementação da zona de comentários nas perguntas decidimos tornar possível aos utilizadores que nos visitam a partir de smartphones participar também nas discussões!

Melhorámos alguns aspetos de legibilidade da plataforma e outros da interface gráfica.

Se pretender reportar algum erro ou enviar alguma sugestão pode contactar-nos através do nosso e-mail: [email protected].

Ultrapassagem mal calculada

maxresdefault[1]

Um condutor na Rússia calculou mal a sua ultrapassagem, arriscando demasiado para ultrapassar 3 veículos, um deles um pesado de mercadorias. Mesmo depois de perceber que não ia conseguir continuou a ultrapassagem até ao limite, onde teve de se desviar, perdendo o controlo do carro e acabou por capotar o veículo. Deste acidente resultaram 5 feridos sendo um deles o próprio condutor.

Veja o vídeo:

Um milhão de testes de código

Os nossos utilizadores já fizeram mais de 1 milhão de testes de código na nossa plataforma. Em Junho tinhamos publicado algumas estatísticas interessantes sobre o Bom Condutor nos seus primeiros seis meses de existência e hoje, três meses depois, voltamos a fazer o mesmo.1 Milhão de testes de código

 

Crescimento

Comparando com o artigo anterior constatamos que foram feitos quase o triplo dos testes em metade do tempo! Isto demonstra que cada vez mais pessoas estão a aderir a esta nova forma de aprender. Também o tempo total passado pelos nossos utilizadores a responder a testes sofreu um aumento considerável tendo passado de 4 para 18 anos.

O que ficou (quase) na mesma

A taxa global de testes com aprovação ficou quase na mesma tendo descido apenas 0,2% desde Junho. Ao nível do tempo médio despendido a responder a testes este também se manteve quase igual nas categorias A e B que sofreram alterações inferiores a 5 segundos.

Na generalidade mantiveram-se os temas mais errados em cada categoria sendo que a única exceção foi na categoria D em que o tema “Classificação de Veículos e Inspecções Periódicas” deu lugar ao tema “Manutenção” no 3º lugar dos temas com mais respostas erradas.

O que acontece numa colisão a 192 Km/h

O excesso de velocidade é uma das principais causas de acidentes rodoviários bem como a de ferimentos graves e de mortes em caso de acidente. A gravidade deste tipo de infração torna-se evidente quando tomamos em conta que a energia cinética aumenta com o quadrado da velocidade. Isto significa que um carro que esteja a circular a 50 Km/h e que passe a circular a uma velocidade de 100 Km/h aumentará em quatro vezes a sua energia cinética e entre 50 e 200 Km/h essa diferença será de 16 vezes!

Veja o que acontece num teste de colisão contra uma parede de um Ford Focus que circula a 192 Km/h.

Acidente de Audi A8 a 160km/h numa zona de 50km/h

acidente audi A8

Acidente na Sérvia entre um Audi A8 a 160km/h numa zona de 50km/h contra um Volkswagen Polo. Ao que parece o Polo passa um sinal vermelho e o condutor do Audi A8 estava embriagado, infelizmente os 3 passageiros no Volkswagen Polo faleceram no local e o condutor do Audi apenas sofreu ferimentos ligeiros.

Veja o vídeo:

Tesla disponibliza uso das suas patentes

tesla model s

A maior e mais avançada empresa fabricante de carros elétricos Tesla anunciou ontem através do seu blog que vão disponibilizar todas as suas patentes relacionadas com tecnologia de carros elétricos para toda e qualquer empresa que as queira usar, o intuito é de avançar o mais rapidamente com a tecnologia de forma a minimizar o impacto dos carros a gasolina no ambiente.

parede com patentes da tesla

Parede com todas as patentes da Tesla

O fundador da Tesla, Elon Musk, que também é fundador da empresa espacial Space X fez ele mesmo o post no blog da empresa com o título “All our Patent Are Belong To You“:

Ontem, havia uma parede com patentes da Tesla na entrada da nossa sede em Palo Alto. Já não é o caso. Elas foram removidas, no espírito do movimento open source, para o avanço da tecnologia dos carros elétricos.

A Tesla Motors foi criada para acelerar o desenvolvimento de meios de transporte sustentável. Se traçamos um caminho para a criação de veículos elétricos viáveis, mas depois colocamos minas de propriedade intelectual atrás de nós para inibir os outros, estamos a atuar contra o nosso objectivo. A Tesla não iniciará processos judiciais relacionados com as patentes contra alguém, que bem intencionado, queira usar a nossa tecnologia.Elon Musk

Elon Musk diz ainda que a produção anual de veículos está a chegar aos 100 milhões e já existem perto de 2 mil milhões de veículos em circulação, e que seria impossível para a Tesla sozinha conseguir dar a volta à crise do carbono (gases de efeito de estufa) a tempo. Desta forma disponibilizando a sua tecnologia para uso de todas as empresas ajudaria a resolver esta crise muito mais rápido.

Apesar do altruísmo da Tesla em libertar as patentes também há quem diga que por trás existe uma tática de marketing pois desta forma poderá vir a ser maior a aceitação da população em geral aos veículos elétricos. Quem defende essa posição argumenta com a possibilidade de vir a haver mais escolha entre fabricantes, mais postos de abastecimento e até custos mais baixos nos veículos que os façam ser mais apetecíveis do que os que são movidos a gasolina ou gasóleo, visto que até existem várias benesses em termos de impostos, parqueamento e outros.

Seja como for, quem vai beneficiar no final de contas é o planeta e todos nós!

Os primeiros meses de testes de código em números

Há seis meses atrás começámos este projeto e até agora a receção por parte da comunidade tem sido muito boa. Para além de todo o feedback positivo que temos recebido dos nossos utilizadores temos também verificado que cada vez mais pessoas optam pelo uso da nossa plataforma para se prepararem para os seus exames.

Quem usa a nossa plataforma tem aderido em massa às funcionalidades que disponibilizamos. O índice BC, o histórico de testes e a biblioteca têm sido algumas das funcionalidades das quais os nossos utilizadores têm tirado partido para melhorar o seu estudo do código da estrada. A somar a essas e a outras funcionalidades inovadoras que só se encontram na nossa plataforma, os nossos visitantes podem também contar com a nossa aposta na qualidade que se reflete no esforço que temos feito para atualizar os nossos materiais de acordo com as regras introduzidas ao código da estrada neste ano.

Testes de código em números

Pegámos então nos testes de código efetuados ao longos destes últimos seis meses e recolhemos alguns números interessante que apresentamos nesta infografia (com dados até maio de 2014).

Estatísticas sobre os testes de código efetuados

Os carros de polícia mais caros do mundo

carros policia dubai

Esta é a frota de polícia mais cara do mundo, a polícia do Dubai patrocinada pelo petróleo como tudo o resto no país, mostra assim o seu poder financeiro.

Veja o vídeo que mostra algum destes carros:

Outro vídeo que mostra o Bugatti Veyron:

Ciclista arrisca-se a ser atropelado

Isto é o que acontece quando não se tem calma. Este ciclista estava a atrasar o autocarro, travando à sua frente de propósito até que o condutor do autocarro (sem querer ou secalhar de propósito) acaba por passar por cima da bicicleta danificando a roda. Poderia ter acabado pior para o ciclista, no final de contas não vale a pena perder a cabeça.

Veja o vídeo:

Herói desliga carro a bêbado e tira-lhe as chaves!

herói evita acidente desligando carro de um bêbado

Na Polónia um homem teve a coragem de desligar o carro e tirar a chaves a um condutor que parece estar incapacitado para conduzir. O vídeo do youtube mostra o condutor bêbado a conduzir de um lado para o outro da estrada até que pára num semáforo e o condutor que o segue sai do seu automóvel, vai até ao carro do condutor embriagado desliga-lhe o carro e retira-lhe as chaves, prevenindo um (muito) possível acidente.

Veja o vídeo: